terça-feira, 2 de janeiro de 2007

Nomes de bichos 2

Tive outros bichos, ao longo dessa vida. Quando criança, uma gatinha siamesa linda, que se chamava Pois é. Ela vinha, sempre que alguém falava Pois é... a bicha aparecia! Era o máximo. Depois, teimei que queria um cachorro. Com uns doze anos, queria um poodle. E lá fomos comprar o poodle, que tinha pedigree, e o criador exigia que o nome começasse com “R” porque cada nova geração era uma nova letra no alfabeto. Tá. Quem conseguir bolar um nome bom com erre que me fale. Batizamos a nova “membra” da família de Rosquinha. Eu achei o nome o máximo, mas sempre me perguntavam... “Rosquinha...? Por quê? ...” e o pior é que cachorro com pedigree tem certidão de nascimento, e na hora de batizá-la o tal do criador não acreditava no nome que tínhamos dado. Eu tentei: “ Bota Rosca, então... para ficar mais sóbrio!”... Nada... E o nome dela ficou assim: Sunny Bachalines (o nome da família e a linhagem, que vêm primeiro) ... Rebeca Rosca. Sim, queridos leitores, minha poodle chamava-se Rebeca Rosca. O tal do criador que inventou o Rebeca e a gente achou que ficou poético e assim ficou. Saudades imensas da Rosquinha...


8 comentários:

  1. Oh My Gosh!!! Vcs são péssimos para nome de bicho! Fiquei imaginando a cara do criador, vendo sua obra de arte ser chamada de Rosquinha???!!!!! :-O Aí ficou Rebeca Rosca? Putz! Pior que Beliza Rebeca que é o nome da minha prima, dado depois do impasse entre Beliza somente e Rebeca somente! Para agradar aos pais a bichinha ficou com esse nome! Mas olha, conheci uma vizinha que tinha dois Poodles: Stela Sonara e Stefãnia Sandrelli!

    ResponderExcluir
  2. Fiquei curioso para saber o nome dos progenitores de Rebeca Rosca. Não devem existir muitos nomes pomposos começados por que. Ou será que existem?

    ResponderExcluir
  3. Fafá...
    achei Stela Sonara chiquérrimo!! NOme de atriz anos vinte!

    Caro equilibrista...
    Só pensei de Quasímodo... mas talvez não seja também uma boa idéia...hum...

    ResponderExcluir
  4. Que choqueee!
    Eu não sabia que a Rosquinha era Rebeca!!
    ahhhhhhhhhhhhh!!!!!!

    ResponderExcluir
  5. lulu,

    por aqui batizamos nossos felinos, recolhidos da rua, com nomes... digamos, instrumentais...

    na lista, consta: flecha, arcus, capacete, arpãozão, sky (como a antena digital), fragata, saruê e noturno.

    o detalhe hilariante fica por conta dos vários apelidos que cada um tem.

    vai de princesa, por conta do mau humor da flechinha, ao Gandhi, do arpãozão, por sua grandiosidade física e por sua generosidade em lamber até os "inimigos".

    nem os felinos hóspedes escaparam de batismos inusitados: uma linda gatinha branca, só com a ponta de uma das oralha em preto, que vivia "pingando" de tudo em que subia, foi para o lar definitivo já como Pingo. e Pingo ficou.

    adorei seu diário

    abraços cordiais
    alice

    ResponderExcluir
  6. Qual o último nome da primeira rua que você morou?
    Qual o nome do seu primeiro animal de estimação?
    junte as duas coisas.
    Este é o nome do seu travesti.

    ResponderExcluir
  7. Nina Dadi!!
    Adorei a receita!!! Conta como fica isso no seu caso, que meu primeiro bicho chamaou-se Pois é e isso num combina com um travesti que se preze!!!

    Cara Alice! Volte sempre! Adorei os nomes instrumentais!!

    ResponderExcluir
  8. Meu primeiro gatinho chamou-se Céu: loirinho, olhos azuis, mas acabou mostrando-se um inferno, acabei largando ele em pouco tempo.

    Aí, eu eu escolhi outra (eram todos da mesma ninhada, da gata do meu irmão) uma pretinha linda, Mélian, nome de Elfa, procurei no santo Google. Ela dormia comigo e tudo, um doce.
    Mas aí fui viajar, fiquei um mês fora e quando voltei ela nem queria saber mais de mim. E uma gatinha de rua tinha entrado por baixo do muro e se instalado lá em casa. Dei a Mélian e fiquei com a Ágatha. O "h" foi só pra enfeitar, pq eu não sabia q nome dar, ela parecia mais um gambá de feia, eu ficava chamando ela de gata...acabou ficando Ághata mesmo...hehe

    Aí me mudei, casei, e deixei ela na fazenda, faz dois meses que ela sumiu. Não sinto falta.

    Dizem que meu problema é que sou a encarnação da Felícia, aquela personagem da Wallt Disney...só quero saber de apertar os coitadinhos...

    Eles não podiam ser de pelúcia e com vida?


    humpf!

    ResponderExcluir